Agritechs: Como as startups estão conquistando o mercado que fez o Brasil voltar a crescer

As inscrições para o nosso programa de aceleração Ahead7 terminaram no último dia 20 e chega por aqui a nossa hora de tomar litros de café e conhecer todas as startups que se inscreveram e finalmente selecionar quem serão nossos farmers! Você que perdeu o prazo de inscrições ou mesmo preferiu esperar uma nova edição para amadurecer seu projeto, não se preocupe! Teremos outros programas de aceleração durante o ano. Preencha o formulário para receber todas as informações sobre as próximas edições.

Enquanto isso, preparamos este post para você, que está com gás de empreender, testar suas ideias e validar suas hipóteses. Para começar, é muito importante conhecer o mercado em que vai atuar!  Faça o teste: você sabe quais são os principais problemas desse mercado, seus concorrentes principais, tem rede de contatos para validar sua solução? Se as suas respostas foram positivas, esse pode ser o mercado ideal para você entrar.

No segmento do agronegócio, que em 2017 respondeu por 70% do crescimento do PIB brasileiro,  cada vez mais os empreendedores estão dando respostas positivas para as questões acima. Nesse cenário, percebemos que as agritechs ou agtechs, startups que criam soluções tecnológicas para o agronegócio, já são realidade no ecossistema de inovação do Brasil.

“As agritechs estão conseguindo avançar com grande velocidade, tendo muita abertura do setor para adotar essas soluções e ao mesmo tempo a gente percebe o humor de investidores querendo aportar mais capital nesse tipo de negócio. Sim, considerando startups, o setor (agronegócio) está bem aquecido neste ano” (Alan Leite, CEO da Startup Farm, em entrevista para o programa Conta Corrente, da Globo News. Assista a entrevista na íntegra AQUI. )

No entanto, ainda há poucas startups agritechs no Brasil.  De acordo com o 1º Censo Agtech Startups Brasil, existem duzentas no país, o que corresponde a apenas 4,7% do total do nosso ecossistema de 4.200 filiadas a ABStartups. Com o cenário econômico positivo para o agronegócio, a tendência é de crescimento para esse tipo de startup.  

Caso essa tendência se confirme, o Brasil terá mais tecnologias de alto valor agregado para ajudar os produtores rurais a resolverem problemas de gestão de suas propriedades em diversas áreas, como:   

Agricultura de precisão

Growing Time Lapse GIF - Find & Share on GIPHY

É uma forma de gestão de lavoura que utiliza-se de dados e informações do solo (produtividade, fertilidade, umidade, propensão a doenças), levando em conta sua variabilidade espacial. A tecnologia fornecida pelas startups podem integrar informações de GPS, sensores e sistemas de informação. O objetivo é aumentar a produtividade do solo e reduzir os custos de produção.

Rastreabilidade

Art 90S GIF - Find & Share on GIPHY

Monitora  resíduos de agrotóxicos em frutas, legumes e verduras utilizados desde a produção até o ponto de venda. O principal objetivo das startups é fornecer uma tecnologia que garanta que resíduos de defensivos agrícolas encontrados nos alimentos não estejam acima de níveis que ofereçam riscos à saúde e também do nível permitido legalmente.

Crédito Rural

Signing Marc Rodriguez GIF - Find & Share on GIPHY

Muitos bancos e instituições financeiras oferecem linhas de créditos e condições diferenciadas para produtores rurais. Porém, muitas vezes a análise é burocrática e demorada, o que atrapalha o negócio. As startups automatizam a análise, a liberação de crédito e mediam as transferências financeiras. Com isso, reduzem o tempo de liberação do crédito e a taxa de juros.

O Brasil é um país formado por grandes propriedades rurais. Portanto, os problemas de gestão de um produtor são multiplicados por milhares de hectares. Se o propósito de uma startup é criar soluções  escaláveis, imagina replicar uma tecnologia em 130 mil propriedades? Isso sem falar na oportunidade de solucionar problemas de pequenos produtores.

É claro que o agronegócio possui inúmeras oportunidades, porém como em qualquer mercado, existem barreiras de entrada e objeções de clientes a serem superadas. No Brasil, diversos produtores administram suas propriedades há muitos anos sem utilizar nenhuma tecnologia, e por isso, podem considerá-la  dispensável. Além disso, ainda há diversas áreas sem internet na zonal rural, o que pode dificultar a inovação.

E para você que está pensando em colocar o pé na terra do agronegócio, chegou a hora de listarmos as oportunidades deste segmento para os empreendedores:

  • Brasil como vantagem competitiva

            O país tem 47,3% de suas terras localizadas em grandes propriedades, que totalizam mais de 150 milhões de hectares. Portanto, a maioria das soluções tecnológicas pode ser testada e replicada para compradores grandes e experientes.  

  • Maior Ticket Médio

 Muitas startups que resolvem problemas de gestão de grandes propriedades rurais, utilizam o número de hectares administrados como métrica de precificação. Não precisamos repetir que no Brasil o resultado dessa multiplicação é muito atrativa para o empreendedor, certo?

Diante de todas essas oportunidades, o cenário para investimentos nas agritechs é muito positivo em 2018. E nossos farmers fazem parte dessa tendência incrível! Confira o perfil de 4 startups agritechs aceleradas pela Startup Farm:

AgriconnectedUtiliza Big Data, Inteligência Artificial e Iot para fazer o monitoramento e análise preditiva de máquinas agrícolas. A solução da startup integra um dispositivo ao maquinário agrícola para gerar insights ao produtor rural sobre a disponibilidade, performance e ociosidade das suas máquinas. O objetivo é o aumento da produtividade desse ativo.

Bart.Digital: Automatiza e simplifica operações de troca de commodities por insumos agrícolas. É a primeira solução que integra produtores, revendas, indústria e tradings. Diminui o tempo de formalização da operação, a exposição ao risco e a volatilidade do mercado. Foi vencedora do 16º Demo Day da Startup Farm.

Grão DiretoPlataforma marketplace que conecta produtores e compradores de grão. É possível verificar a reputação do produtor, o mercado que ele atende e o clima da região. Um ganho importante da Grão Direto no nosso programa de aceleração foi a conquista dos seus primeiros clientes!

Nagro: Primeira plataforma online de crédito exclusiva para o agronegócio, que conecta os produtores rurais e empresários do agronegócio que precisam de crédito à diversas fontes de financiamento.

Oráculo Meteorológico: Software que informa ao produtor rural alertas de chuva, previsão do tempo para até 15 dias e tendências climáticas para os próximos 6 meses. A solução da startup tem o objetivo de reduzir o prejuízo com a reaplicação de defensivos agrícolas ou intensificação da incidência de pragas, devido às chuvas inesperadas nas propriedades rurais.  

O que você achou das oportunidades para uma startup no agronegócio? Se você tem um projeto incrível para empreender nesse mercado ou em qualquer outro que seja possível repetir e escalar uma tecnologia, cadastre-se para receber todas as informações do nosso próximo programa de aceleração Ahead. Nosso time de mentores f#da vai te ajudar a ir além!

Write a comment